Este livro procura ser um pequeno guia para entender a líder peronista. Os principais membros dos governos Kirchner (2003-2015) tiveram de votar na cadeia, nas Primárias de 9 de agosto de 2019. Cristina e o filho Máximo só estavam soltos porque tinham mandato parlamentar. A filha Florência foi fazer um tratamento de saúde, em Cuba. Todos são acusados de corrupção em processos nem sempre transparentes. Este livro tenta situar a política argentina que, de resto, como mostram essas vicissitudes, não difere muito da brasileira. O autor enfoca, a partir da figura da líder peronista, principal responsável pela derrota eleitoral imposta ao presidente conservador Maurício Macri, naquele dia, as realizações dos 12 anos e meio de governo, quando o país vizinho experimentou raro período de estabilidade e de desenvolvimento com inclusão. Qual a força desta mulher e o alcance do peronismo, movimento heterogêneo de soberania, verdadeira paixão nacional, que há 70 anos vem sobrevivendo a todo tipo de abalos, incluindo sete ditadores militares, uma dezena de ajustes fiscais e choques econômicos, além de uma guerra contra a Inglaterra? Talvez o perfil de CRISTINA KIRCHNER, ex-presidenta e agora candidata a vice de Alberto Fernández, seu ex-chefe de gabinete, noutro intrigante paradoxo, possa jogar alguma luz sobre os rumos de nosso vizinho, que muito nos afetam, diretamente.

Francisco das Chagas Leite Filho, (Sobral – Ceará, 1947), jornalista ,blogueiro e assessor politico , reside em Brasília desde 1968. Começou no rádio, em sua cidade, aos 14 anos, e na capital, militou nos principais jornais: Correio Braziliense, Diário Popular, Estado de Minas, Jornal do Brasil, Correio do Povo, O Globo e Folha de S. Paulo. Em 1977-78, atuou como correspondente do Correio, em Londres. No final de 2007, lançou o cafenapolitica.blog.br .É autor de outros  três livros  :“Brizola tinha razão” ,” El Caudillo-Perfil biográfico de Leonel Brizola “ e “ Quem tem medo de Hugo Chavez”, todos pela Editora Aquariana.

Versão E-book