A Voz do Silêncio é um dos textos mais importantes de toda a literatura teosófica. Foi o último legado de Helena Petrovna Blavatsky ao mundo, escrito em 1899, em Fontainebleau, na França, apenas dois anos antes da morte da autora. Blavatsky, na época, encontrava-se muito debilitada fisicamente, convalescendo de uma série de problemas de saúde. Mesmo assim, segundo várias testemunhas, produziu A Voz do Silêncio praticamente de um só fôlego, em poucos dias de trabalho.